Como controlar o odor nas graxarias?


Por sua própria natureza, as graxarias costumam ter um elevado potencial de emissão de odores. Isso acontece devido à atividade industrial que nelas acontece: o processamento de resíduos provenientes de açougues, frigoríficos e casas de carne. Como trabalha com matéria-prima putrescível, o procedimento das graxarias exige cuidados.


A transformação dos resíduos de origem animal em farinhas e ração pode gerar diversos poluentes atmosféricos, como vapores e gases com mau cheiro e não condensáveis. O principal problema é que o limite de percepção desses odores é extremamente baixo. Além disso, são substâncias nauseantes e de elevada intensidade.

Continue acompanhando o texto de hoje e saiba mais sobre esse assunto:


Qual é a importância de controlar o odor nas graxarias?

Para que uma substância seja odorante, ela precisa apresentar três características: ter a capacidade de ser absorvida pelo aparelho sensitivo dos seres humanos, ser volátil e causar mudanças na percepção olfativa.


E os elementos resultantes do processo de decomposição da matéria animal nas graxarias se encaixam nesse padrão — logo, podem ser considerados odores.

As principais fontes de emissão do mau cheiro nas graxarias se concentram ao redor dos seguintes pontos:

  • Área de descarga – as carcaças permanecem nesses locais até serem transferidas para os silos;

  • Processos de digestão – as carcaças são aquecidas com vapor;

  • Armazenamento do sebo – os odores variam de acordo com a ocupação dos silos.


O grande problema desse mau cheiro produzido nas graxarias é o odor, resultado da emissão de vários compostos e que possui substâncias nocivas à saúde dos seres humanos. Quanto maior a intensidade do odor, mais substâncias serão liberadas e mais perceptível será o mau cheiro.


Como controlar o mau cheiro produzido nas graxarias?

Como já citamos acima, o odor é produzido em diversas áreas da graxaria. Portanto, os mecanismos de controle devem ser bem planejados e estabelecidos, para que nenhum ponto seja esquecido.


Os vapores e gases produzidos são captados por um sistema de exaustão e levados para receber o tratamento adequado — que varia de acordo com as necessidades da empresa. O importante é que o tratamento seja realizado!


Quais os tipos de tratamento para o odor nas graxarias?


Condensação

Nesse processo, são utilizados condensadores para fazer a separação da água dos gases não condensáveis, diminuindo a carga no sistema de tratamento. Porém, eles não removem adequadamente os compostos odoríferos.


Por isso, devem ser utilizados em conjunto com outros tratamentos, como a associação de pós-queimadores e condensadores.


Lavador de gases

Os lavadores de gases utilizam a água para eliminar o fluxo de gases poluentes provenientes dos procedimentos realizados nas graxarias.


O produto aplicado nesses lavadores de gases atrai os compostos voláteis e os transforma em substâncias inofensivas e inodoras.


O mau cheiro gerado pelas graxarias pode prejudicar a saúde humana e causar incômodos para órgãos ambientais. Por isso, o tratamento do odor é extremamente importante!

Você já conhecia os problemas gerados pelo odor das graxarias? Já passou por alguma experiência desse tipo? Então compartilhe com a gente aqui nos comentários!

© 2020 DUX CONTROLE DE ODORES | INDÚSTRIA QUÍMICA | Todos os direitos reservados.

CNPJ 13.771.610.0001-30 | ANVISA 3.07.044-2 | TEL: +55 (11) 4447-7190