Não deixe o mau cheiro fechar o seu curtume. Nós temos a solução!


Você sabia que o Brasil está entre os países que mais produzem carne bovina no mundo? Apesar de ser um grande diferencial, essa produção pode gerar sérios problemas. Os materiais secundários gerados durante o abate dos animais são utilizados no curtume, e é aí que surgem as agressões ao meio ambiente.

Os curtumes são umas das mais antigas indústrias do mundo. Apesar disso, ainda não desenvolveram processos produtivos que não prejudiquem o meio ambiente. Contrário ao que se pensa, o potencial poluidor destas indústrias vem se intensificando, e isso ocorre principalmente devido aos materiais putrescíveis utilizados, que causam diversos problemas, sendo o mau cheiro o principal deles.


Quer conhecer mais sobre os impactos ambientais causados pelo curtume?

Então continue a ler nosso post!


O mau cheiro do curtume representa um problema ambiental?

Sim! O grande empecilho enfrentado pelos gestores de curtumes está relacionado aos materiais utilizados, que se decompõem rapidamente e causam o mau cheiro. Além disso, algumas etapas do processo produtivo dessas indústrias utilizam produtos químicos que intensificam o odor produzido, causando diversos problemas.


Quais os impactos ambientais causados pela indústria do curtume?

Durante os processos produtivos dos curtumes são gerados diversos resíduos sólidos, que possuem produtos químicos agressivos ao meio ambiente e à saúde dos seres humanos — como o cromo, que é uma substância tóxica. Além disso, a poluição atmosférica é um dos maiores problemas ambientais dos curtumes.


Como utilizam a queima de lenha para seus processos industriais, há a emissão de dióxido de carbono, que, em elevadas quantidades na atmosfera, causa graves problemas. Também é preciso analisar que os gases emitidos pelos curtumes, além de gerarem o mau cheiro, são voláteis, se espalhando por uma grande área. Entre esses compostos estão a amônia e o gás sulfídrico, que possuem odor característico e desagradável.


Quais riscos os curtumes correm caso não se adequem às normas?

Todas as indústrias de curtume necessitam que seu processo de curtimento do couro esteja de acordo com as exigências da Companhia de Tecnologia de Saneamento Ambiental (Cetesb). Elas terão uma licença para operar, que possui um determinado período de tempo.


Caso as empresas não estejam de acordo com as exigências da Cetesb (estado de SP), elas podem receber multas referentes ao mau cheiro causado e até mesmo serem fechadas.


Existem métodos de tratamento para o mau cheiro gerado pelos curtumes?

Atualmente, existem diversas maneiras para tratamento do odor produzido pelos curtumes. A DUX, por exemplo, oferece serviços para tratamento do mau cheiro que podem ser empregados nessas empresas, utilizando produtos que atraem as moléculas causadoras do odor indesejável e as decompõe, fazendo com que o mau cheiro seja eliminado e não mascarado.


O tratamento pode ser realizado com nebulização programada com bicos, em que o produto é disseminado por uma grande área da indústria de curtume através de bicos pulverizadores. Isso também pode ser feito com a nebulização em sistema de ventilação, mais indicada para indústrias que precisam eliminar o odor em diversas áreas. Nesse caso, o sistema de ventilação da empresa é o responsável por disseminar o produto, que atingirá todas as áreas que possuem o sistema.


Percebeu como é importante controlar o mau cheiro em indústrias de curtume? Além de proteger o meio ambiente, o gestor estará evitando multas e até mesmo o fechamento do seu negócio!

Se interessou pelas soluções da DUX? Então entre em contato com a empresa e conheça mais sobre os tratamentos para eliminar o odor em curtumes!

© 2020 DUX CONTROLE DE ODORES | INDÚSTRIA QUÍMICA | Todos os direitos reservados.

CNPJ 13.771.610.0001-30 | ANVISA 3.07.044-2 | TEL: +55 (11) 4447-7190