Saiba como controlar odores em petroquímicas


As substâncias responsáveis pela presença dos odores na atmosfera são, em geral, compostos orgânicos voláteis e gases inorgânicos. Quando em contato com o ar, esses elementos se combinam e produzem o mau cheiro.

O principal problema relacionado ao odor está na sua forma volátil, permitindo que ele se estenda por uma grande área. Além disso, cada sistema olfativo reconhece o mau cheiro de uma forma, dificultando o processo de tratamento.


Diversas indústrias possuem problemas relacionados à emissão de odores, inclusive as petroquímicas. Devido ao processo de obtenção dos derivados químicos através dos combustíveis fósseis, a indústria petroquímica libera substâncias odoríferas na atmosfera.

No post de hoje, vamos falar um pouco mais sobre como o odor é liberado pelas petroquímicas e quais os tipos de tratamento. Acompanhe!


Como as petroquímicas liberam odor para a atmosfera?

Como dissemos anteriormente, nas refinarias de petróleo é feito o processamento de combustíveis fósseis com o intuito de se obter derivados. Compostos de hidrocarboneto, sulfetos e mercaptanas são utilizados nas petroquímicas e liberam odores na atmosfera.


Além disso, há um elevado consumo de água nas indústrias petroquímicas, aumentando o número de efluentes. Como não é possível fazer o descarte desses resíduos diretamente na natureza, o tratamento se faz necessário.


Porém, a demanda de efluentes gerados é maior que o tratamento realizado. Isso faz com que esses resíduos fiquem armazenados por um determinado período de tempo, liberando odor para a atmosfera e aumentando a sua concentração. Consequentemente, pessoas que se localizam próximas a essas indústrias são forçadas a conviver diariamente com mau cheiro.


Quais são as consequências da falta de tratamento do mau cheiro gerado pelas indústrias petroquímicas?

Os gases emitidos devido aos processos nas indústrias petroquímicas podem causar diferentes efeitos nos seres humanos.


Em concentrações elevadas, eles levam a problemas respiratórios, irritações nos olhos e pulmões, agravamento de doenças respiratórias e alterações no sistema imunológico.

Alguns gases não causam incômodos somente pelo mau cheiro. Eles podem se combinar com a hemoglobina presente no sangue e causar asfixia, levando a morte — ou seja, o odor emitido pelas petroquímicas deve ser controlado!


Como controlar odores em petroquímicas?

Existem inúmeras formas para se controlar o odor produzido pela queima de combustíveis fósseis nas petroquímicas, e uma delas é a atração das moléculas odoríferas. Esse tipo de tratamento consiste no lançamento de produtos na atmosfera que atraem as substâncias causadoras do mau cheiro e as neutralizam. Sua vantagem é que ele pode ser realizado em grande escala e tem ação rápida.


Uma outra forma para o tratamento do mau cheiro das indústrias petroquímicas é o neutralizador de odor. Ele funciona através da pulverização de uma substância dissolvida em água, que inibe o odor, e pode ser colocado em grandes áreas, pois utiliza o sistema de ventilação da indústria para disseminar o produto.


Ainda podem ser utilizados procedimentos para que o tratamento dos efluentes gerados seja realizado de forma mais rápida e os resíduos não fiquem armazenados por um longo período de tempo, evitando que o odor se concentre no ambiente.


As petroquímicas possuem grande importância no mercado mundial e estão crescendo em larga escala. Portanto, é importante que sejam utilizados sistemas de tratamento para controlar o odor liberado, evitando danos à saúde e ao meio ambiente. Você já teve algum problema relacionado ao mau cheiro emitido pelas indústrias petroquímicas?

Então compartilhe com a gente aqui nos comentários!

Dúvidas? Entre em contato com um de nossos consultores.

© 2020 DUX CONTROLE DE ODORES | INDÚSTRIA QUÍMICA | Todos os direitos reservados.

CNPJ 13.771.610.0001-30 | ANVISA 3.07.044-2 | TEL: +55 (11) 4447-7190